segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Querido silêncio...



Engraçado é escrever aquilo que se pensa, "esquecer o tal fato que ecoa na mente bate na porta e volta", engraçado é ouvir das pessoas exatamente o que você não quer, e quando quer que falem algo, ficam em silêncio, nunca imaginei o quanto o silêncio conseguiria ser tão perturbador:
Para alguém meu querido que sempre me ajudou nos momentos extremos, você não parece assim tão companheiro, deixou de ser arma contra situações complicadas, pra ser simplesmente perturbador, um fator inquietante, difícil fazer coisas que não se quer, manter silêncio quando isso não faz parte do seu ser, é querido, que vontade de você me abandonar em certas situações, assim como eu já consegui falar com o sono, e até que ele me respondeu, espero que você consiga resolver esse meu problema, encarecidamente, aquela que muito te usou, por boas causas, e aquela a quem você não quer abandonar.
Fique em paz, e volte assim que você normalizar seu humor, por que pra mim está óbvio que você está chateado comigo pelo fato de ter usado você, agora querido, entenda, que todas às vezes foram por uma boa causa, mas nesse momento você não está ajudando a aquela que muitas vezes ti deu vida.

=*

Nenhum comentário:

Postar um comentário